Como tudo começou...

Desde pequena sempre fui apaixonada por animais, em 1982 (aos 10 anos de idade) ganhei minha primeira gatinha, a Chaninha, uma gatinha siamesa, depois vieram outras gatinhas, siamesas também, e daí em diante nunca mais deixei de ter um animal de estimação.

Sempre que saía na rua, me sensibilizava ver os animais abandonados, eu olhava pra eles e pensava : “um dia vou ajudá-los”, nunca deixei de sonhar que um dia ajudaria.

Em maio/ 98 adotei da rua a primeira cachorrinha de minha vida, seu nome era Laila. Nasceu de uma ninhada à beira da Rod. Castelo Branco. Ela morreu em 2004, mas enquanto esteve conosco foi muito feliz. No mesmo mês, resolvemos adotar uma companheira para ela, então veio a Ahavá (que tem seu significado em hebraico AMOR), daí vem o abençoado nome deste projeto. Depois recolhi a Amarelinha, que posteriormente foi doada....e assim foi indo.

Em 2002 eu trabalhava numa empresa multinacional, resolvi sair e ir trabalhar com meu marido numa pequena empresa que ele já possuía e então foi possível começar a conciliar meu trabalho junto com o sonho de ajudar os animais de rua.

O trabalho de proteção animal que realizo é um trabalho de formiguinha, lento e de acordo com minhas possibilidades, pois como todas as pessoas, tenho minha vida pessoal, profissional e as atribuiçoes do dia a dia.

Mensagem do Projeto

Não sou filiada a nenhuma ONG ou entidade de proteçao animal, não recebo ajuda financeira de nenhum orgão, tudo o que faço são com meus recursos e também através de bazares beneficentes de usados que realizo (tudo que é vendido foi doado), vendas de camisetas, porta cds,  porta celulares, chaveirinhos, roupinhas e cobertores para  cachorro, doações que recebo. Hoje conto também com a parceria da Dra. Miriam (Clínica Vet Taboao da Serra) e do Projeto Cao do Idoso e recursos da empresa Seltov do Brasil.

Tenho a vontade de mudar a realidade do abandono e maus tratos que vejo, mas, sem o importante apoio do meu querido marido, de minha família e meus amigos, isso nao seria possível.

Não tenho abrigo, sou contra o depósito de animais, sou contra o sacrifício, sou sim a favor de posse responsável, castração, respeito e dignidade para com a vida animal.

Todas as histórias contadas neste site, são histórias de animais que diretamente ou indiretamente eu ajudei e tirei das ruas ....enfim são histórias de amor e amizades que se formaram.

Andrea Bensadon Charlier Madeira


Laila e Ahavá,
minhas doçuras...

 

Chaninha,
minha gatinha ...